sexta-feira, 28 de abril de 2017

CONTRIBUTOS EXTERNOS

# IMBECILIDADES #
                                                
                              
No corpo temos um órgão solto
Capaz de fazer o bem e o mal.
Será um relógio? Tem o seu sinal?
Contra as desgraças
Prega bem o Papa Francisco
Mas, pouco adianta ou nada!:
-- As guerras são muitas;
 -- Crimes tão bárbaros,
As preces não chegam ao Céu.
Há que os pelejar na Terra,
Aceitando a diversidade. Está dito.
Afã permanece o respeito:
Das classes, religiões e idades;
Os fracos serão fortes,
Os ricos mais aparatosos.
Rezar será um bem-- oração de sentido!
Se os versos louvam o belo,
 Poesia o atraso mental, acaba com o disfarce,
Combater o mau, o reles.
Brilhar as cores das ricas peles!
Salve-se a quimera e a fantasia,
Eduque-se o educando.
Viva a prosa da parvoíce (mau sentido)
O inventado deve ser conseguido em bom estado;
O rústico será ecoado.
Se nas cenas do Adamastor e ida à lua
Houve harmonia:
Ver calcar o solo lunar deu prazer!
Venham os escritores do mal
 O bem pode proceder.

Exclusão de partes?!


Gil Monteiro

quinta-feira, 27 de abril de 2017

MEMÓRIAS

.
.
Neste dia,






em 1992, morre Olivier Messiaen, compositor francês






em 2007, morre Mstislav Rostropovich, violoncelista russo


DIAS SANTOS

Hoje é Dia de Santa Zita (não Seabra) e de Santo Anastácio

quarta-feira, 26 de abril de 2017

CONTRIBUTOS EXTERNOS

$  AMOR  $
                                          

O que é o amor?! É o nada concreto.
Amor é amar -- está dito.
Tem alegria? -- diz o Zé aflito
Ao rir de contente!
A paixão solta o grito,
Fino, apetitoso. amoroso
Puxar das orelhas sabor tem;
Quem me dera ter um de mãe.
A ternura da primeira causa
Passou para o Além.
Vai na lua, no sobe e desce montanhas;
Foge das arestas, é mais bela e amada,
Mesmo em lua cheia se pode ver a piscar.
 Bem sucedia, sucedida está!...
Mergulha no mar, outro sono virá!
Rogo à Lua uma prece de acender e apagar...
Enquanto o ar enevoado passa.
Sonhar será amor adormecido?




16.04.17

Gil Monteiro

terça-feira, 25 de abril de 2017

25 DE ABRIL


.
.
.







Resultado de imagem para 25 de abril


Resultado de imagem para 25 de abril





Comemora-se hoje o 25 de Abril de 1974, dia em que nos foi restituída a Liberdade 

sábado, 22 de abril de 2017

quinta-feira, 20 de abril de 2017

MEMÓRIAS

.
.

Neste dia, em 1993, morre Mario Moreno, o Cantinlas, actor mexicano




terça-feira, 11 de abril de 2017

INTERLÚDIO

Durante uns dias, isto aqui é capaz de proceder a uma pausa ou a uns intervalos.

sábado, 8 de abril de 2017

MEMÓRIAS

Neste dia,





em 1950, morre Vaslav Nijinski, bailarino e coreógrafo russo




em 1973, morre Pablo Picasso, pintor espanhol

DIAS SANTOS

.
No culto católico, hoje é Dia de São Dionísio

sexta-feira, 7 de abril de 2017

CONTRIBUTOS EXTERNOS

-- # - SÃO JOSÉ - # --

                                                                                           Gil Monteiro*
São José é meu padrinho. Eu conto:
“ Sou do tempo em que era privilégio serem padrinhos os avós e compadres. E, quando morriam antes dos nascimentos? Casos frequentes nas aldeias das serras transmontanas. Regavam o milho, molhavam os pés, e as gripes, e sem médicos, apontavam cedo os caminhos dos cemitérios! Ainda por mais, as veigas eram encharcadas de ribeiros e levadas de água e moinhos! Mesmo os socos fortes deixavam entrar a água...
Sendo o mais novo de cinco irmãos, quando nasci, os avós já tinham os repousos nos campos santos. Daí ser nomeado padrinho S. José, no ato da primeira água benta! “
Morriam jovens os avós. As estórias eram contadas ou lidas por mulheres ou irmãos. O mesmo acontecia com as rezas e vias - sacras ao redor da capela, na Quaresma.
Pela família e pelo Santo tinha de ser chamado José ou de José, como se diz no Brasil, onde tinha um tio chamado Gil; fiquei pois José Gil!
Nem em Portugal e, mais tarde, na terra do samba, vi o tio Gil Monteiro!
O meu pai foi novo para a terra dos cariocas, mas, em nove meses, re gressou à terra da promissão, onde tinha deixado noiva bonita e ansiosa; de chinela no pé, na romaria da senhora da Saúde!
São José da Sagrada Família, pouco conhecido em leituras biblíacas: o que lhe aconteceu, após a morte de Jesus?, onde faleceu?, deu-me a sua graça na Pia-Benta. Fiquei abençoado, capaz de o poder encontrar no reino dos céus, quando chegar o momento...
Só na escola primária fui conhecido por José, por ter um colega mais velho, chamado João Gil. Tinha que ser que ser o Zé Gil, ainda, o sou para a Família mais próxima.

O dia 19 de março, dia consagrado a S. José, era feriado e dia Santo (dia de missa). Havia sermão e missa tocada e cantada, na minha aldeia antiga.
Ia para o coreto a assistir deslumbrado aos acordes e cenas; via as caras espelhadas nos bombardinos e trombones! No palco do palco da capela, os três padres, música e outros cantores faziam uma ópera!
O dia santificado foi extinto e S. José entrou em esquecimento lento. O bondoso e altruísta, tornado divino, é, felizmente, muito lembrado nas igrejas orientais; até na Grécia se notam os efeitos!, nem é preciso visitar a ilha onde a Virgem morreu!!!...
No tempo de Herodes, teve que fugir para o Egito salvando o Menino. A burrinha levava Santa Maria. São Salvador do Mundo assim, mais uma vez, escapou à morte, decretada por romanos. Após o desaparecimento de Pilatos, regressaram à Palestina.

S. José é símbolo da benemerência e do trabalho. Morreu, dizem, velhinho. Mas, formou o Presépio Eterno...

segunda-feira, 3 de abril de 2017

MEMÓRIAS

Neste dia,





em 1924, nasce Marlon Brando, actor norte-americano





em 1990, morre Sarah Vaughan, cançonetista norte-americana

domingo, 2 de abril de 2017

CONTRIBUTOS EXTERNOS

-- » ONDAS  « --
                                                           

   GIL Monteiro*

Ir na onda é uma boa recordação do mar. As vagas curtas, junto à praia, são dóceis e amigas dos exercícios físicos, e da natação. Dá prazer oscilar nas ondas curtas de águas marinhas e temperadas. O prazer sente-se, e são gostosas as brincadeiras com as crianças, como fossem pequenos marinheiros. Os nadadores salvadores, de sorrisos atentos, não usam os apitos. De mãos atrás das costas, velam as cabeleiras fulvas e encharcadas das meninas, sendo a praia as montras do passeio alegre! Só os meninos das pranchas mais afoitos levam umas apitadelas, para regressarem à preia-mar. Os barulhos são tão suáveis que as gaivotas apanham pão nas barracas!

            Apanhar uma onda, e vir de boleia até à areia seca, é um encanto. É pena haver tantos barquinhos e pranchas a atrapalharem, limitando os caminhos!


A ondulação devida às atrações lunissolares, ventos e marés têm os seus horários próprios. Há que não fazer confusões e escolher as ondas calmas do mar para a terra, e observar bem os banheiros e bandeiras! O deslocamento em pranchas e surf é outro consolo... As sacudidelas são melhores que as dos carrinhos de choques, no tempo do S. João, na rotunda da Boavista! Viver na cidade do Porto é um privilégio, desde o mar, a temperatura, e os manjericos aos alhos-porros.

            

Para as pessoas mais lestas e brincalhonas, jogar aos pirolitos e mergulhos, recordam os golfinhos quando se tem o prazer de os ver por perto, Ver as suas meiguices são sonhos. As horas perdidas para os encontrar são bem achadas!

         
          Recordamos que os golfinhos e as orcas têm o maior grau de inteligência dos animais terrestres. Os seres mais finos do Céu serão os anjos?! Os santos e santas não são chamados. Estão nas suas sete quintas, como afirmava a minha Mãe!...

             S. José deve comandar os santos e apóstolos, e a Virgem Maria; ou será Nossa Senhora a comandar?! Lá saberemos na hora da morte...

Os maus serão exterminados, restando purgatório a caminho do Céu para os pecadores. Será o meu caso?

Quem teve a sorte de passear de barco (nau) passou momentos de pura ilusão: ouviu o marulhar das ondas e aves marinhas (andorinhas?) circulando a amurada; o mar era um espelho de água, recusando qualquer saco de lixo! Faina de marinheiros em delicado lazer...

Mergulhos na piscina do barco ao som do bater da água no convés eram saltos de mostrengos! Mas, as crianças não tinham medo.

Os veleiros e caravelas não têm pregos, são tornos de madeira que rematam e unem as fortes tábuas.

Assim, a ferrugem é fintada, ainda que os metais estão constantemente a serem pintados. Mas, repito, não há ferros para uniões

Às vezes, as vagas batem no tombadilho e regressam ao mar alto, e não assustam...



Porto, 19 de março de 2017

                                                                 *José Gil Correia Monteiro

sábado, 1 de abril de 2017

MEMÓRIAS



Neste dia, em 2008, morre Jules Dassin, realizador norte-americano

DIAS

Hoje é o Dia das Mentiras ou dos Enganos
(Escapa-me por que só hoje; e os outros 364?))

sexta-feira, 31 de março de 2017

EFEMÉRIDES

Neste dia, em 1732, nasce Franz Joseph Haydn, compositor austríaco




DIAS

Na Igreja Católica, hoje é Dia de Santa Cornélia e 
de Santa Balbina, mártires

quinta-feira, 30 de março de 2017

MEMÓRIAS

Neste dia,





em 1746, nasce Francisco de Goya, pintor espanhol



Resultado de imagem para van gogh



em 1853, nasce Vincent van Gogh, pintor holandês


quarta-feira, 29 de março de 2017

MEMÓRIAS

Neste dia,





em 1982, morre Carl Orff, compositor alemão





em 2009, morre Maurice Jarre, compositor francês

terça-feira, 28 de março de 2017

MEMÓRIAS

Neste dia,




em 1943, morre Sergei Rachmaninov, compositor russo




em 2004, morre Peter Ustinov, actor britânico

sábado, 25 de março de 2017